quarta-feira, 14 de novembro de 2018

O último livro da Manuela Ribeiro

Olá amiguinhos!
Acabadinho de sair do forno, aqui está o último livro da Manuela Ribeiro, que receberemos na nossa escola já na próxima sexta-feira. Este livro fala das estações do ano e das alterações climáticas. Estamos ansiosos por receber esta autora portuguesa.

terça-feira, 13 de novembro de 2018

E vamos receber a Manuela Ribeiro


Olá amiguinhos!
No próximo dia 16 de novembro, receberemos na nossa escola, a autora Manuela Ribeiro. Esta autora portuguesa conta já com 9 livros na sua coleção.  Esta será uma excelente oportunidade de adquirirem um exemplar autografado pela autora. Estes livros têm temas variados, que vão desde o racismo, a adoção, os hábitos diários, as alterações climáticas, etc.

domingo, 11 de novembro de 2018



Olá amiguinhos!
 Com vocês já sabem, a nossa escola, tal como em anos anteriores, aderiu ao desafio da International Association of School Librarianship, para intercâmbio de marcadores de livros. Este ano, os nossos parceiros são da Roménia. Os nossos alunos dos 4.º ano elaboraram estes marcadores de livros, que serão enviados para os nossos parceiros. O que vos parece? Eu acho que estão lindos!







sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Marcadores de livros

Esta semana, em que andamos a fazer os marcadores para o nosso projeto de intercâmbio de marcadores com uma escola da Roménia, estão afixados os marcadores do ano passado, que recebemos de uma escola da Índia. E são bem bonitos. Esperamos que os nossos amigos da Roménia gostem dos nossos e que rapidamente recebamos os deles, para os entregarmos a cada menino.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

31 inscrições no Miúdos a votos! Um sucesso!


Olá amiguinhos!
Este ano contamos com 31 inscrições, para participarmos na iniciativa "Miúdos a votos", organizada pela a Rede de Bibliotecas Escolares e pela VISÃO Júnior. Até quarta, os alunos terão de escolher o seu livro preferido e inscreverem-se nesta atividade, junto do Professor Bibliotecário. O Miúdos a Votos continuará a contar com o apoio do Plano Nacional de Leitura, da Pordata, da Comissão Nacional de Eleições e da Rádio Miúdos.

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Intercâmbio de Marcadores

Olá amiguinhos!
A nossa escola, como em anos anteriores, aderiu ao desafio da International Association of School Librarianship, para intercâmbio de marcadores de livros. Este ano, os nossos parceiros são da Roménia.  
Os nossos alunos elaboraram os marcadores de livros, que serão enviados para os nossos parceiros. Depois, receberemos os deles.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

E recebemos o Nuno o Caravela!

Olá amiguinhos! Ontem foi um dia importante para a nossa Biblioteca. O Ventoinhas adorou receber o Nuno Caravela, autor da coleção "O Bando das Cavernas". Que grande sucesso que é esta coleção e que excelente tempo passámos a ouvir o Nuno. Para além de ficarmos a saber tudo sobre as personagens da história, ainda tivemos o privilégio de ver o Nuno a desenhar, ao vivo e a cores. Obrigado Nuno, quando voltas? :)

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Mensagem da nossa Diretora - Dia das Bibliotecas Escolares





Hoje é dia de festa.... Imagina comigo esta aventura, garanto-
-te que não te arrependerás.

Alguma vez pensaste que quando a escola está vazia há letras, imagens e outras coisas mais a passearem pelos corredores? Esta é a mais pura das verdades, eu já assisti, ou melhor, já imaginei. Imaginei com tanta força que tenho a certeza que foi real.

Na nossa biblioteca, quando as luzes se apagam e os estores são fechados, os livros que estão nas estantes ganham vida e dançam de prateleira em prateleira, conversando uns com os outros. Tenho a certeza que é nestes momentos que o D. Quixote discute com o Adamastor a intensidade dos ventos, o Harry Potter conversa com Merlin sobre as mais diversas poções e dragões e o Greg do Diário de um Banana troca aventuras e peripécias com o Fred, o Estranhão.

A maior maravilha é que tudo isto é possível com e na imaginação de cada um de nós.

Hoje é um dia especial, é o dia daquele espaço especial que tem à nossa disposição inúmeros recursos, de formatos variados que estão à tua espera para que tu possas também imaginar como eu.

Feliz Dia das Bibliotecas Escolares!

Professora Filipa Carvalho
Diretora do Agrupamento de Escolas Venda do Pinheiro

Dia das Bibliotecas Escolares


Dia das Bibliotecas Escolares
O Plano Nacional de Leitura 2027 felicita as Bibliotecas Escolares portuguesas pelo seu trabalho diário de formação de leitores.
A biblioteca escolar destaca-se pela sua centralidade física e simbólica, constitui-se como um espaço físico e digital aberto, onde todos são bem-vindos, incrementando a ideia de uma cultura de leitura e escrita nas escolas.
Aprender a ler e ler para aprender são processos fundadores indissociáveis da ideia de educação. É necessário que na escola se leia de todas as maneiras, de forma autónoma e orientada, individualmente, a par e em grupo, em voz alta e silenciosamente, de forma extensiva e intensiva, sempre e em todo o lado, para aprender a manejar a informação de forma ética e crítica, estruturar o conhecimento, melhorar a aprendizagem e aumentar o sucesso educativo.
Com o objetivo de dar resposta a esta necessidade, o Plano Nacional de Leitura e as bibliotecas escolares juntam esforços para, colaborativamente, promoverem:
- a inclusão de períodos diários para a prática individual da leitura pelos alunos, com a iniciativa "10 minutos a ler";
- a gestão e o empréstimo às turmas de caixas com conjuntos de livros iguais para serem lidos sob a orientação do professor;
- a celebração de contratos de leitura autónoma com os alunos, tendo em conta as recomendações e as sugestões do Plano Nacional de Leitura 2027;
- o empréstimo e a circulação de livros entre a escola e a casa dos alunos para a leitura em familia;
- concursos, projetos, iniciativas várias que contribuem para fazer leitores.
1. É essencial que existam espaços, tempos e oportunidades nas escolas para estimular o prazer de ler. A aquisição de hábitos de leitura e do prazer de ler exige uma prática regular da leitura, o envolvimento emocional e a motivação pessoal dos leitores através de um exercício livre e voluntário. O acesso facilitado a um espaço de liberdade, de leitura independente, de iniciativas diversificadas de caráter informal concorre para estimular o prazer de ler e formar leitores para a vida. Sendo também um espaço para brincar e aprender de forma recreativa, a biblioteca escolar desenvolve, através dessa diversão em grupo, as capacidades intelectuais, linguísticas e socioafetivas dos alunos.
2. Hoje não basta saber ler. É necessário ler muito bem, independentemente do que lemos, das razões por que lemos, das linguagens, dos textos, dos meios, dos suportes e dos lugares físicos ou virtuais em que nos encontramos, e para isso é exigida uma competência muito sólida em leitura e escrita. Esta exigência de aquisição de uma nova competência leitora e de novas literacias implica repensar os ambientes e os modos de aprendizagem atuais. As bibliotecas escolares têm, neste contexto, um papel catalisador.
3. A biblioteca escolar é um espaço de leitura funcional e informativa, autónoma, onde se descobre e se sustenta o gosto pelo saber, onde é possível ler, investigar e usar de forma livre e com segurança todo o tipo de recursos, impressos e digitais, independentemente do seu formato e da forma de acesso, presencial ou online.
4. Como não só de literacia verbal se faz hoje a leitura, é também possível na biblioteca desenvolver muitas outras formas multissensoriais que se combinam cada vez mais com a palavra escrita e oral, dando lugar a uma nova multialfabetização ou transalfabetização que também a biblioteca deve acolher.
5. A escrita hoje, induzida por novos ambientes digitais e dispositivos móveis, faz-se maioritariamente em ecrãs, associando-se cada vez mais à oralidade e a outras linguagens e formas gráficas e visuais de comunicar, através do Facebook, do Youtube, do Instagram e de outras redes sociais. Por exemplo, como estratégia de motivação e pretexto para o exercício criativo da leitura e da escrita, pode recorrer-se às práticas correntes de escrita dos jovens em plataformas de Fanfic, grupos de leitura e escrita no GoodReads e Wattpad, produção de booktrailers, aplicações de storytelling, etc.
6. Hoje em dia, não só consumimos mas também produzimos informação. As bibliotecas são um espaço de produção e comunicação da imagem e da palavra, onde é possível aprender a trabalhar com tecnologias, plataformas e ferramentas digitais para a criação, a representação e a partilha da informação e do saber, independentemente da sua natureza, suporte ou formato.
7. A leitura é uma atividade social e as bibliotecas, um espaço público comunitário de encontro, empatia e inclusão, onde é possível socializarmo-nos e abrirmo-nos a outros olhares, realidades e modos de viver, ler e sentir.
8. As bibliotecas escolares são, igualmente, um espaço performativo de fruição estética e expressão cultural, onde se pode participar em atividades festivas, eventos artísticos e experiências vivas de leitura explorando a dimensão ostensiva, cénica e pragmática da leitura e dos textos
Aos professores bibliotecários, aos coordenadores interconcelhios, aos docentes e a todos aqueles que, todos os dias, constroem leitores nas e com as bibliotecas escolares, uma saudação especial no Dia das Bibliotecas Escolares.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

Olá amiguinhos! Outubro é sempre um mês especial para nós. É o mês em que comemoramos as Bibliotecas Escolares em todo o Mundo. E na nossa Biblioteca, não há exceções. Para a semana, já vamos ter uma boa surpresa. Querem sabem mais? Para já só dizemos uma frase: "Bando das Cavernas!"
Este cartaz foi feito pela Professora Sandra António, a quem agrademos muito. 

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

A maior lição do Mundo



Esta semana, a nossa escola associou-se à maior lição do Mundo, onde na nossa biblioteca falámos de Desenvolvimento sustentável. Estes são os 17 objetivos do milénio que deverão ser alcançados por todos os países do Mundo até 2030. E já não falta muito. Os meninos ficaram a refletir o que podem fazer para melhorar as suas vidas, lá em casa, na escola, ou no nosso país. Depois contamos novidades. Queres ver este vídeo? Vais gostar!





fonte da Imagem:https://plan.org.br/blog/2017/02/conheca-objetivos-desenvolvimento-sustentavel

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

Olá amiguinhos! Já estamos em outubro e assim começa o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares - MIBE, vamos assinalar este mês com algumas surpresas que iremos contar aqui. Vai passando por aqui para saberes mais novidades.

A Montanha de livros mais alta do Mundo


Olá amiguinhos!
Este foi o livro que escolhemos para dar as boas vindas aos alunos da nossa escola. Gostamos tanto de ter a biblioteca cheia de meninos. Sejam bem vindos a mais um ano letivo repleto de boas leituras e projetos.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Diploma de participação da iniciativa "Miúdos a votos"

E começamos o ano com boas notícias! Aqui está o nosso diploma de participação da iniciativa "Miúdos a votos" do ano passado. Relembramos que foram 571 escolas que concorreram e houve 22 mil candidaturas de livros escolhidos pelos alunos. A iniciativa "Miúdos a votos" foi organizada pela a Rede de Bibliotecas Escolares e pela VISÃO Júnior. O Miúdos a Votos continuará a contar com o apoio do Plano Nacional de Leitura, da Pordata, da Comissão Nacional de Eleições e da Rádio Miúdos.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Teresa Calçada - Comissária do PNL 2027



Aos Leitores
Ler é um prazer. Mas só para alguns. Para quem cresceu entre livros, por exemplo, e conquistou, a cada página lida, o gosto pela leitura. Ao mesmo tempo, descobriu que cada livro guarda dentro outros mundos, outras pessoas, outros lugares, outros tempos, outras memórias, outras formas de ser, de estar, de sentir, de comunicar, de rir... E essa descoberta, intimamente ligada à preservação da capacidade de espanto que caracteriza a infância, terá sempre alimentado a vontade de continuar a ler. Por prazer, não por obrigação. Não é muito diferente do que acontece com outras atividades que preenchem o nosso quotidiano, como comer ou fazer exercício físico. Comer pode ser um prazer, para quem desde cedo aprendeu a distinguir o sabor dos alimentos; fazer exercício físico também pode ser um prazer, para quem cresceu a fazer cambalhotas e pinos, a jogar à bola e a correr atrás dos amigos. É certo que todas estas atividades, sendo à partida naturais, implicam depois uma decisão e uma prática. No caso da leitura, essa decisão e essa prática dependem, muitas vezes, de quem nos rodeia: das famílias, dos amigos, dos professores... Se quem nos rodeia tiver a capacidade de nos contaminar com boas leituras, leituras que alimentem a nossa curiosidade e estimulem a nossa imaginação, de certeza que cresceremos leitores. É também esse o momento em que se torna fundamental o papel do Plano Nacional de Leitura, fornecendo coordenadas para que a leitura se torne um prazer, isto é, sugerindo livros capazes de entusiasmar não apenas os que já são leitores, como aqueles que ainda não são. Funciona como um mapa, útil em qualquer viagem, sobretudo em viagens por territórios desconhecidos, e pode ser usado para orientar leitores de todas as gerações. Assim como para dar pistas para que as famílias e os professores saibam o que partilhar com os leitores mais novos, e até entre si. Essa troca — de professores com alunos, de famílias com professores, de pais com filhos — é essencial para formar leitores e para, no meio das dezenas de livros que são diariamente publicados em Portugal, distinguir os melhores. Só deste modo será possível criar uma rede em que os livros, escolhidos por especialistas, possam circular pelas mãos dos leitores, os que já o são e os que se tornarão. A leitura implica essa prática. E essa conquista.
Com os melhores cumprimentos, (Teresa Calçada, Comissária do Plano Nacional de Leitura 2027)

Novidades para o Ventoinhas! Revista Visão

Olá amiguinhos!
Começamos o ano com novidades na nossa biblioteca.Temos, como habitualmente, a Revista Visão para todos os pequenos e graúdos. Queres ser o primeiro a ler as novidades? É já a partir de segunda-feira!

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Visita à escola do próximo ano


Olá amiguinhos!
A turma da Prof. Margarida, do 4. ano de escolaridade, foi à escola sede do agrupamento, a Escola Básica da Venda do Pinheiro. Esta será a escola da maior parte dos alunos que vão passar de ano. Para além de uma volta ao espaço, onde conheceram os cantos à casa, até fizeram umas experiências bem giras de ciências e também foram recebidos na Biblioteca lá da escola, que lá tem o nome de Centro de Recursos Poeta José Fanha. Aí tiveram a oportunidade falar com alunos do 6.º ano, que já passaram pelas dúvidas e angústias que estes alunos têm, tiveram oportunidade de colocar algumas perguntas e saber tudo sobre as regras desta nova escola. No final, os alunos ofereceram ao Centro de Recursos uma prenda bem gira. A prenda era um livro que resultou de uma articulação com a Biblioteca "O Ventoinhas" e com o Projeto Eco-escolas.




terça-feira, 12 de junho de 2018

Reciclar é Agora

Reciclar é Agora - este é o novo filme que mostra aos cidadãos a importância de reciclar e que diz quanto custa tratar os resíduos urbanos em Portugal. Realizado através de uma parceria entre a EGF – Environmental Global Facilities, a ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos e a ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos.

 

Reciclar é Agora – apresentamos o novo filme pedagógico que mostra aos cidadãos a importância de reciclar de uma forma simples e intuitiva e que informa quanto custa tratar os resíduos urbanos em Portugal. A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) é responsável pela regulação e supervisão dos setores de abastecimento público de água, de saneamento de águas residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos. A ERSAR intervém para promover a prestação de serviços de qualidade aos cidadãos por parte das entidades gestoras destes serviços, a sustentabilidade económica e financeira do setor e os direitos dos consumidores. Cabe-lhe também assegurar a prestação de informação clara, rigorosa e acessível aos cidadãos. A melhoria dos níveis de reciclagem é um objetivo estratégico do nosso País para o qual todos podemos contribuir. O filme Reciclar é Agora é mais um contributo para esse objetivo, transmitindo a mensagem clara a instituições e cidadãos de que devemos reciclar tudo, sempre e em todo lado.
O filme resulta de uma parceria entre a ERSAR, a EGF – Environmental Global Facilities e a ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos, tendo sido apresentado no 12.º Fórum Nacional de Resíduos, no dia 19 de abril, no Hotel Sana Lisboa.
É apresentado em duas versões (longa, com duração de 1:45, e curta, com duração de 0:30 segundos) e, para além de estar disponível nos websites e outros suportes das entidades envolvidas, será divulgado em todo o país e por todas as entidades que tratam e valorizam resíduos urbanos em Portugal.
Convidamos todas as entidades gestoras a associar-se a esta iniciativa divulgando estes vídeos pelos meios que entenderem relevantes.

Pode ver os filmes:
•             no website da ERSAR
•             no canal youtube da ERSAR

terça-feira, 5 de junho de 2018

A verdadeira história do Dragão Samuel - Dia do Ambiente


Para celebrarmos o Dia do Ambiente, ou melhor, o Dia Mundial do Meio Ambiente, os meninos da Sala Verde e da Sala Azul e os meninos da turma da Professora Teresa vieram à Biblioteca e ouviram a história "A verdadeira história do Dragão Samuel" que é uma das histórias do livro "A noite em que a noite não chegou", escrito pelo autor Português, José Fanha. Esta foi uma excelente maneira de sensibilizar os nossos alunos para a proteção da floresta e do nosso planeta, em geral.

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Vencedores dos miúdos a votos!

Os alunos do 1.º ciclo elegeram o «O Tubarão na Banheira», de David Machado, como o livro mais fixe, com 7,9% dos votos; em segundo lugar ficou «O Bando das Cavernas - Na maior há 10 mil anos», de Nuno Caravela (7,8% dos votos); e «O Principezinho» de Antoine de Saint-Exupéry, foi o terceiro candidato eleito (7,8% dos votos), acabando assim destronado do 1º lugar conseguido na votação de 2017. Relembramos que foram 571 escolas que concorreram e houve 22 mil candidaturas de livros escolhidos pelos alunos.
A iniciativa "Miúdos a votos" foi organizada pela a Rede de Bibliotecas Escolares e pela VISÃO Júnior. O Miúdos a Votos continuará a contar com o apoio do Plano Nacional de Leitura, da Pordata, da Comissão Nacional de Eleições e da Rádio Miúdos.



Para saberes mais:
http://visao.sapo.pt/visaojunior/2018-05-30-Miudos-a-Votos-ja-sao-conhecidos-os-vencedores


Fonte da imagem: http://visao.sapo.pt/